sábado, 24 de junho de 2017

Um ano de trabalho em casa

Olá povo,

Após quase um ano trabalhando home-office full-time, resolvi compartilhar com vocês um pouco de como está sendo essa nova experiência na minha carreira.

Em maio de 2016, recebi o convite do meu amigo Douglas Drummond para me candidatar a uma vaga na empresa que ele estava trabalhando. A Mokriya (www.mokriya.com) é uma empresa indiana, mas com sede na cidade de Cupertino, Califórnia. Foi fundada em 2010 e adquirida pela Nagarro no final de 2016. Entre os principais clientes estão: Google, Twitter, Intel, AT&T, Verizon, Sony, SanDisk, Salesforce, Estee Lauder, entre outros.

Eu tinha acabado de sair do CESAR e entrado na MESA, mas a proposta de trabalhar de casa foi muito atraente, então resolvi me candidatar. Após três etapas de entrevistas, fui aprovado e comecei minha nova jornada.

Como essa é a minha primeira experiência em home-office, não sei como funciona em outras empresas, mas na Mokriya temos confiança em cada membro da equipe. Digo isso porque algumas pessoas já me perguntaram se eu tinha que ficar com a webcam ligada, ou reportar meu trabalho todo dia, etc. Eu reporto minhas atividades apenas durante as reuniões diárias (ou semanais, dependendo do projeto). Como normalmente a equipe é pequena, não dá para "enrolar", você tem que ser comprometido, focado e eficiente. Acho que isso serve para todos os trabalhos, mas na minha experiência atual isso ficou mais evidente.

Uma coisa importantíssima de trabalhar remoto é ter foco e disciplina, pois em casa é muito mais fácil se distrair, seja com projetos pessoais ou com qualquer bobeira na internet. O que eu procuro fazer é sempre estabelecer um horário de trabalho e as metas para o meu dia, então eu só paro quando esses objetivos são alcançados.

Existem vários benefícios em trabalhar remoto. O primeiro deles é que eu posso trabalhar onde e como quiser. Pode ser em casa, de bermuda e chinelo, escutando música alta e gritando que nem um louco (é... eu faço isso). Ou posso viajar para um evento ou para o interior ver meus pais. Ou posso ainda ir para um co-working ou para a piscina do prédio (pq eu nunca fiz isso???).

Outro grande benefício é não pegar o trânsito infernal de Recife que é um dos piores do Brasil. Isso me fez ganhar pelo menos 2 horas por dia para aproveitar como eu quiser :)

Mas esses benefícios não seriam nada, se o trabalho em si não fosse motivador. Desde que entrei na Mokriya, sempre trabalhei em projetos interessantes (uns mais que os outros, claro). E em cada um deles, uma equipe com pessoas de diversas partes do mundo: Bulgária, Polônia, Índia, Estados Unidos, Portugal, ... e com isso, consigo treinar meu inglês com os mais diferentes sotaques. :)

Além dos motivos que mencionei acima, trabalhar na Mokriya me permitiu realizar um sonho profissional que era: "trabalhar no Google". Nunca fui funcionário do Google, mas estava alocado em um projeto e passei algumas semanas trabalhando no Googleplex em Mountain View. Eu já tinha ido ao Google algumas vezes para eventos do programa de GDE (Google Developer Expert) e durante o Google I/O, mas trabalhar lá (participar de reuniões, conhecer o ambiente, fazer as refeições, andar nas bikes :) e ver tudo aquilo por dentro foi sensacional.. indescritível.

Mas nem tudo são flores. Trabalhar de casa tem seus pontos negativos, e para mim, a solidão é o pior de todos. Por onde trabalhei, sempre gostava de conversar com todo mundo, tomar aquele café com a equipe nos intervalos, falar como foi o fim de semana, etc. Em casa, você até tem o café, mas não rola aquela conversa bacana. Entretanto eu tento minimizar esse problema almoçando semanalmente com os meus velhos amigos do CESAR. ;)

Às vezes, os fuso-horários diferentes para reuniões são bem inconvenientes. Para mim não foi tão complicado, o pior que me aconteceu foram reuniões às 20h ou no horário do almoço/janta, já para alguns colegas, as reuniões era à 1h ou 2h da manhã... #tenso
Trabalhar nos feriados do Brasil é bem chato, mas venhamos e convenhamos, temos feriados demais por aqui e desde que entrei na Mokriya, eu trabalhei em TODOS! :'(
Meu contrato é de consultoria, então não tenho os "benefícios" da CLT como: 13º, FGTS e INSS (eu pago por fora) e além disso, tenho que pagar o plano de saúde por fora.

Depois desse tempo trabalhando remoto, cheguei a conclusão que, para empresas e profissionais de desenvolvimento de software, não faz nenhum sentido sair de casa e ir para um local específico trabalhar. Se você tiver uma boa estrutura, tudo pode ser feito de casa. Minha comunicação do dia-a-dia é feita por Slack, as reuniões são feitas com o Zoom, código no GitHub, ... isso sem contar Google Drive, Dropbox, Zeplin, HockeyApp, etc. para compartilhamento de arquivos.

É isso pessoal! Estou muito feliz nesse meu emprego e agradeço a Deus todos os dias por ele.
Qualquer dúvida, deixem seus comentários que eu vou atualizando o post ;)

4br4ç05,
nglauber

3 comentários:

Robson C disse...

Olá Glauber boa tarde, cara sou de Olinda, programo em android e assim não tenho comunidade sou eu e eu mesmo, atualmente trabalho para a Pro Risc Informatica (Recife) e faço todo o meu trabalho em casa, um HomeOffice meio que forçado, estou lendo as informações postada por vc e pois são experiencias e de grande valia, em Android eu não tenho nada publicado ainda, tô na luta mais ainda não deu o start de pegar um bom trabalho.

Nelson Glauber disse...

Oi Robson,

Então você está convidado a participar do GDG Recife :)
https://www.gdgrecife.com/
https://www.facebook.com/GDGRecife
Normalmente fazemos meetups mensalmente. É muito legal para saber as novidades, conhecer pessoas novas e falar sobre tecnologia. :)

4br4ç05,
nglauber

João Victor disse...

Opa, Glauber. Desde que vc falou pela primeira vez na Mokriya q eu estou de olho nas vagas pra ela. Sonho em trabalhar homeoffice tb. Nunca apliquei pras vagas pq ainda n me sinto apto em android o suficiente, mas saber que vc está gostando de lá me motiva mais ainda pra estudar. Vlw